betesda


hoje
Julho 24, 2007, 4:14 pm
Filed under: betesda

Um dia percebemos que há coisas para as quais não encontramos solução. Não está nas nossas mãos. E as coisas começam a pesar e a trazer com elas outras coisas que nos incomodam. Cria-se uma espiral. Tenta-se parar, raciocinar, ser razoável, mas a impotência só nos deixa mais ansiosos e tristes e com um forte sentido de auto-comiseração e arrependimento pelo que não devíamos ter feito. E é só quando nos sentimos atolados na lama que conseguimos começar a pensar no outro lado: nas coisas boas que surgiram depois das más, das pessoas que amamos mais, das que não conhecíamos e passámos a amar infinitamente, da força que pode vir de uma simples palavra… Tudo tem solução! Mesmo que demore um pouco, mesmo que não esteja só nas nossas mãos! Haja fé e esperança (e alguma acção que nada acontece só por si!)!

Anúncios


Julho 20, 2007, 9:58 am
Filed under: betesda

A não inquietação. Um desprendimento saudável, longe de aflições antigas. Faltas de confiança, sobretudo em nós. Dantes era assim. Agora é melhor. A chave de tudo está na confiança. Depositada ternamente nos outros e, mais uma vez, em nós. De nós para o Mundo!



amar
Julho 19, 2007, 2:06 pm
Filed under: betesda

Pelo menos uma vez na vida
Que seja a última
Onde descansaremos todos os dias possíveis e todas as horas desejadas
Em nós.



Julho 13, 2007, 1:13 pm
Filed under: betesda

Muitos anos a viver do mesmo modo cria-nos vícios e certezas que julgamos eternas. Construímos o que somos através do que nos acontece e acontece-nos tanta coisa! Por norma, privilegiamos as experiências más: dizem-nos que nos fazem crescer e nos tornam mais fortes. Depois acontecem-nos as boas e mal sabemos o que fazer com elas! Com a urgência de pensar podemos esquecer-nos de sentir… Não vale a pena indagar o porquê de tamanha felicidade, de como nos tornamos pessoas diferentes, de como várias certezas se desvanecem no passar dos dias ou de como outras nos crescem por dentro, a cada dia que passa! Gerir dias felizes torna-se fácil se pensarmos menos e fizermos mais para que os próximos continuem feitos de pequenos momentos de coração cheio.